Bambu, o aço do século 21

Você acredita que existe uma planta que é tão versátil que seus brotos servem de alimento, que são extremamente nutritivo e previnem doenças cardiovasculares e são cheios de proteína vegetal, em diversos países asiáticos até na construção de prédios anti terremotos? Pois é, essa planta é o bambu.

Aquele bambu, também conhecido como taquara em algumas regiões do brasil, que você utilizou para fazer pipas, varinhas de pesca, espetinho de churrasco, papel, carvão e mais um sem fim de coisas.

O bambo é utilizado há séculos no oriente. No ocidente o seu uso já é bem difundido, mas considerando que estamos numa era em que a sustentabilidade é algo que extrema importância, o bambu ganha cada vez mais o seu espaço.

Por ser um material resistente e ao mesmo tempo super flexível, o uso do bambu só é limitado pela criatividade de quem vai utilizar.

O bambu tem um crescimento extremamente rápido, manutenção de criação muito barata e prática, cresce de maneira abundante e, principalmente no oriente, seu custo é muito baixo.

Após tratado, o bambu rivaliza o aço na sua resistência e, seus vários tipos de tratamento dão diversas aparências para o produto, assim diversificando ainda mais a gama de possibilidades que essa planta tem.

O bambu é largamente utilizado na Ásia em regiões de auto crescimento populacional ou regiões  exóticas  de clima mais quente que atraem muitos turistas. Ele também é matéria prima para móveis, suas fibras ricas em celulose super resistente são ótimas luminárias, cestos, utensílios domésticos… E algumas variedades são perfeitas para usos ornamentais, jardins externos ou internos, decorações.

Você também pode gostar de