Grandes erros que você comete quando vai pintar seus móveis

Os DYI (Do it yourself – Faça você mesmo) andam super em alta. Redes sociais como o Pinterest e Instagram bombam de coisas super legais e bonitas para você fazer sozinho em casa. Desde receitinhas até grandes renovações na sua casa.

Seja para economizar um pouco ou mesmo para ter um projeto para se fazer em família, esses projetos, as vezes, pode ter um resultado final decepcionante ou, até mesmo, gerar um grande prejuízo.

Hoje vamos falar das pinturas em móveis. O mais comum são os móveis da cozinha. Uma corzinha nova e voilá, a sua cozinha está com uma cara totalmente nova. Ledo engano. Pintura não é fácil e, geralmente, nós não temos paciência, conhecimento, habilidade e as ferramentas necessárias.
Evite decepções com essas nossas dicas:

1 – Não tenha expectativas irreais

Móveis de madeira pintados não vão ficar com a pintura super lisinha e delicada. Se a madeira tem os veios aparente as pequenas reentrancias vão interferir na absorção da tinta . Se os veios não estavam muito destacados antes da pintura, provavelmente era por causa das coberturas de acabamento ou vernizes.

2 – Permita – se um bom tempo para o projeto

Pintar um móvel não é um projeto para um domingo preguiçoso. Daqueles que você quer fazer alguma coisa mas não quer sair de casa. Pintar aquele armário da cozinha depende de planejamento e organização. Muitas coisas devem ser tiradas do lugar e você vai descobrir que tem coisa grudada, pregada, parafusada. Os gabinetes da cozinha levam de 4 a 7 dias de trabalho, considerando um planejamento e preparações prévias (incluindo os lanchinhos).

3- Limpe a madeira

Por mais que visualmente a sua cozinha esteja super limpa você precisa limpar toda a madeira que vai ser pintada. Imagina só quando você passar aquela tinta a base de água e a porta do seu armário tem uma camadinha super fina de resíduos de óleo. A tinta não vai ficar e você vai ter uma porta toda manchada.

4 – Remova as portas e gavetas

Isso inclui remover maçanetas, puxadores, trilhos e tudo mais que estiver na madeira. Não tente economizar tempo nisso. Você vai ficar com as maçanetas manchadas de tinta, trilhos que não fecham direito por causa de tinta que emperrou os rolamentos.

5 – Marque e organize as coisas

Uma vez que você desmontou seu móvel é importante saber montar. Fitas coloridas, post-its coloridos ou com códigos são ótimas maneiras para você organizar e conseguir montar corretamente seu móvel.

6 – Lixe

Mesmo que a madeira esteja praticamente perfeita é importante lixar para retirar os acabamentos anteriores e também para que a tinta grude corretamente. Você não está tentando fazer com que a madeira fique super lisinha então lixas médias são perfeitas para isso. Lixas 150 a 200 são indicadas para isso. E, caso você queria uma acabamento fosco, lixar é essencial.

7 – Limpe a superfície

Sério, isso é muito importante. Se tiver poeira na superfície e você pintar por cima, a tinta vai descolar e para resolver isso você vai ter que lixar toda a tinta e começar de novo.

8 – Use primer

Assim como na maquiagem o primer é necessário para que a tinta se fixe melhor na superfície além de proteger a madeira.

9 – Escolha a cor correta

Imagina só você fez todo o processo perfeitamente, está super contente com o resultado, pintura linda. Aí você monta tudo e coloca de volta no lugar e puft, o ambiente é mais escuro do que você achava, a tinta seca escureceu ou clareou. Faça um teste antes de ir para o projeto final.

10 – Tenha paciência

Toda tinta tem um tempo de cura (cura é quando a tinta passa do estado líquido para o sólido) e é importante que esse tempo seja respeitado. Não tenha pressa para reinstalar seu móvel. A não ser que você queira que sua tinta fique cheia de marcas de digital.

Você também pode gostar de