Taipa de Pilão – A Construção com terra

Olá! Voltamos para mais uma matéria da nossa coluna, e pra não perdermos o costume vamos falar de SUSTENTABILIDADE!!! Isso mesmo, o assunto de hoje é um material que temos pra tudo que é lado, terra! Ela sempre foi usada na construção, mas antes o homem percebeu que poderia moldar e a transformar em objetos para o uso do dia-a-dia, só depois de um tempo começamos a aplicar ela como aglutinantes para as pedras e assim construir abrigos mais seguros, após um tempo percebemos que poderíamos usar apenas a terra para moldar o que hoje chamas de tijolos (adobe) e ai sim construir paredes parecidas com o que conhecemos hoje. A relação da terra com o homem vai muito além da agricultura, existem edificações em terra com mais de 5mil anos.

taipa-de-pilao-2

A taipa de pilão é umas das técnicas de construção com terra mais usada no mundo antigo e tem se tornado a mais usada nos dias de hoje. Um dos motivos que leva o uso da taipa é a economia de gastos energéticos, tanto no processo de construção quanto na vida útil do edifício. A terra é um ótimo isolante térmico e acústico e você pode usar a terra do próprio terreno que vai construir, gerando economia de material, transportes, conforto, eficiência energética e muito mais.

taipa-de-pilao-3

Vamos ao processo:
A taipa de pilão tem esse nome porque a maneira como é executada, primeiro é feito formas de madeira que ficam em cima de uma fundação de pedra ou concreto, ai a terra levemente umedecida é projetada dentro das formas e socada por um pilão até ela compactar mais que 2/3 de sua altura, depois nova camada de terra é projetada sobre esta já compactada e tudo inicia novamente até alcançar a altura final desejada. Atualmente as formas são de compensado resinado com travas metálicas, a forma vai sendo montada à medida que a parede vai subindo.

taipa-de-pilao-4

Composição:
A combinação mais usada é a de 30% de saibro e 70% de areia. Lembrando que a mistura não pode conter muita argila, pois a parede pode encolher e rachar. Apesar de mais de 40% da população mundial utilizar terra nas construções, o Brasil ainda esta engatinhando para o uso nas construções contemporâneas, pois não chegam a nem 1%.

taipa-de-pilao-5

Para a finalização e acabamento nas áreas secas é aplicado hidrofugantes ou resinas a base água, prolongando a vida desse material, já nos ambientes molhados é feito uma impermeabilização cimentícia ou com mantas asfálticas e depois aplicado os revestimentos.

taipa-de-pilao-6

A resistência desse material após passar por todo esse processo de compactação é superior às alvenarias de cerâmica convencionais, essas paredes podem ser estruturais internas ou externas, lembrando que existem construções com mais de 3mil anos ainda de pé!

taipa-de-pilao-7

Existem outras técnicas com terra “crua” como o adobe, superadobe, COB e pau a pique, mas vamos deixar para falar dessas em outra oportunidade!

Dica Om: Em regiões onde o índice pluviométrico for alto é recomendado o uso de grandes beirais nos telhados para que a água da chuva não venha prejudicar as paredes.

Até a próxima!
Om shanti.

Você também pode gostar de